8.4.08

Água da chuva recuperada...

A Grundfos lançou o sistema de recuperação de água da chuva RMQ. Esta solução é, segundo a empresa, ideal para os usos domésticos em que a utilização de água potável não é estritamente necessária, como, por exemplo, para regas, limpezas exteriores, casas de banho e lavagens. Com este sistema evita-se o desperdício de água potável de qualidade em utilizações que não a requerem. A utilização da água da chuva pode reduzir o montante da factura anual de água em cerca de 250 euros, considerando uma aplicação de uma casa com quatro pessoas e jardim, refere a empresa. O sistema RMQ da Grundfos está em conformidade com a norma EN1717, que exige uma separação completa entre as águas pluviais e a rede de distribuição pública de água. Assim, «não existe qualquer risco de contaminação das águas pluviais na água potável recebida em casa», garante. A rede pública de água substitui o sistema de águas pluviais caso o depósito trabalhe em seco. Todas as ligações, para a água e energia, são de acesso e operação fáceis. Após a configuração, a bomba é purgada e o sistema está pronto a funcionar. A bomba utilizada no interior do sistema de recuperação da água da chuva é a MQ, «com um baixo nível de ruído», refere a Grundfos. Esta bomba permite caudais até 4 metros cúbicos por hora, o que corresponde a uma grande parte das necessidades diárias de uma casa com jardim.

2 comentários:

Joaquim disse...

O aproveitamento das águas da chuva, era um recurso já utilizado, alguns anos atrás, depois perdeu-se esse hábito, mas é um recurso muito bom para se aproveitar, alem de reduzir realmente a conta da água que é cada vez mais cara

vitor disse...

A ideia é ir mais alem ,reciclar as águas de forma que se possam ser aproveitadas.